5 curiosidades sobre segurança no trabalho

Equipmanetos de Protecao de Soldador

Os equipamentos de proteção individual (EPI´s) e os equipamentos de proteção coletiva (EPC´s) são equipamentos de proteção e segurança que devem ser usados obrigatoriamente num contexto laboral.

A sua utilização torna o ambiente de trabalho mais saudável e seguro, uma vez que protegem e asseguram a integridade física dos trabalhadores durante o exercício das suas atividades profissionais.

No entanto, há algumas curiosidades sobre segurança no trabalho que não devem ser esquecidas ou relevadas para segundo plano, pois, no fundo, elas influenciam o sucesso/fracasso das medidas preventivas de acidentes de trabalho nas empresas. Conheça as 5 mais importantes já em seguida!

1. Existem mais de 200.000 ocorrências de acidentes de trabalho em Portugal

Segurança no trabalho - números

Segundo os dados divulgados pela Pordata, no ano de 2016, registaram-se 207.567 acidentes de trabalho, dos quais 138 resultaram em morte.

Apesar dos números ainda serem preocupantes, já se notam melhorias face aos resultados dos anos anteriores e isso deve-se à maior consciencialização dos trabalhadores e das entidades patronais para esta realidade e à utilização dos equipamentos de proteção e segurança mais adequados.

Consulte o artigo do blog “Conheça os 9 equipamentos essenciais para segurança no trabalho” para examinar os equipamentos que deve ter para garantir a sua segurança no seu local trabalho.

2. Morre um (a) trabalhador (a) a cada 15 segundos

De acordo com as estatísticas da Organização Internacional do Trabalho (OIT), a cada 15 segundos morre um (a) trabalhador (a) devido a um acidente de trabalho ou de doença relacionada com a sua atividade profissional. Isto significa que num ano existem cerca de 2.3 milhões de mortes relacionadas com acidentes de trabalho.

Também é de realçar que a OIT afirma que existem cerca de 313 milhões de trabalhadores que sofrem de lesões profissionais não fatais todos os anos, o que mostra que 860.000 pessoas ficam feridas nos seus locais de trabalho todos os dias.

A única forma de fazer frente a novos e antigos riscos nos locais de trabalho passa pelo enquadramento dos dispositivos legais e das atividades das respetivas empresas numa cultura assenta na proteção e segurança.

3. A fadiga é a principal causa dos acidentes de trabalho

Segurança no trabalho - fadiga

A fadiga é o principal culpado no que aos acidentes de trabalho diz respeito porque faz com que os trabalhadores “baixem a guarda” no exercício das suas funções e corram riscos de acidentes de trabalho desnecessários e que acabam mesmo por acontecer e ser fatais.

Mesmo quando os trabalhadores estão protegidos com os equipamentos de proteção (individuais e coletivos) mais apropriados para a sua segurança no respetivo local de trabalho, um alto nível de esforço físico – e, principalmente, sem pausas periódicas – pode conduzir a lesões que colocam em risco a vida dos respetivos colaboradores.

4. A realização de tarefas repetitivas facilita a ocorrência de acidentes de trabalho

Quando um trabalhador realiza tarefas laborais monótonas e repetitivas é natural que fique mais desconcentrado e desleixado na execução das mesmas e isso, como se sabe, pode ser fatal.

É muito importante que exista alguma rotatividade em postos de trabalho cuja atenção deve estar sempre no máximo, caso contrário o indicie de atenção do trabalhador para o que tem de fazer tende a ficar mais baixo.

É aconselhável que um trabalhador faça formações regulares para adquirir novos conhecimentos e métodos de trabalho, pois assim irá manter-se mais focado na realização das suas tarefas e estará a ser uma mais-valia para a empresa que o contratou – sem esquecer, claro, que estará a evoluir como profissional.

5. Um plano de segurança no trabalho é mais rentável para as empresas

Segurança no trabalho - plano

A estruturação e implementação de um plano de segurança no trabalho contribuem bastante, ao longo do tempo, para a diminuição de despesas da empresa.

Este tipo de planeamento deve obrigatoriamente ser feito pelas empresas, uma vez que estão a cumprir com a lei e a zelar pelos seus interesses e pela salvaguarda da saúde e integridade física dos seus colaboradores.

Ao implementar um plano de segurança bem estruturado no trabalho terá um maior impacto no aumento da produtividade dos seus colaboradores e nas despesas indiretas com a inatividade dos respetivos trabalhadores.

A prevenção no local de trabalho

 

Equipamentos de Proteção Individual (EPI)
Equipamentos de Proteção Individual (EPI)

 

Podemos considerar que o maior ativo que as organizações têm são as pessoas, pelo que é fundamental preservar a sua saúde, segurança e integridade física em todos os momentos – especialmente quando eles estão em pleno exercício das suas funções de trabalho.

Para o conseguirem – e esta é a maior arma contra os acidentes de trabalho por parte das entidades -, a prevenção é a máxima que devem adotar.

Nesse sentido, a utilização de equipamentos de proteção e de segurança (EPI´s e EPC´s) contribui significativamente para a redução do número de acidentes e das suas consequências incapacitantes e/ou fatais em contextos profissionais.

Agora que já conhece algumas das principais curiosidades sobre segurança no trabalho, nunca facilite no desempenho das suas tarefas laborais. Como deve reparar, não é preciso muito para que a qualquer momento pode acontecer uma fatalidade.

Se está à procura de equipamentos para aumentar a segurança no trabalho? Se necessita de equipar os seus colaboradores com todos os equipamentos de proteção individual e coletiva, dê uma vista de olhos na Loja Online M&M Protek e consulte os produtos que temos ao seu dispor.

Se tem alguma dúvida que queira ver esclarecida entre em contacto connosco, ficaremos contentes em poder ajudá-lo.

Formulário de Contacto